NOTÍCIAS
21 de Maio 14:30 GreenSapiens
No ano de centenário da nossa voz, a Green Sapiens não vai realizar o “Mercado do Fado”.
Notícias
A promoção internacional da língua portuguesa e do fado, através da celebração do centenário do nascimento da fadista Amália Rodrigues, são dois dos eixos do Programa de Ação Cultural Externa para 2020, anunciou o Governo na apresentação do programa, em Lisboa.
O Programa de Ação Cultural Externa envolve as áreas de Governo dos Negócios Estrangeiros e da Cultura com o objetivo de internacionalizar a cultura portuguesa e projetar a imagem de Portugal no mundo, tendo sido apresentado pelos Ministros Santos Silva e Graça Fonseca.
Para 2020 estão previstas 1 594 ações, entre colóquios, exposições, concertos e participação em feiras e festivais internacionais, em 84 países, 5 continentes.
Do programa, o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, destacou a celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa, sob a égide da Organização das Nações Unidas, a 5 de maio.
Promoção da língua
«É uma ocasião para revisitarmos em alta a nossa própria estratégia de promoção internacional da língua portuguesa», e «para nos munirmos de novos instrumentos para a projeção internacional da nossa língua», disse Santos Silva.
O Ministro referiu ainda a reabertura do Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, no Brasil, a 25 de junho, coincidindo com a reunião de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
No eixo estratégico de promoção da língua portuguesa, Santos Silva referiu que haverá continuidade com o trabalho feito nos últimos anos, apontando a internacionalização da literatura portuguesa, através da presença nas feiras do livro de Frankfurt (Alemanha), Bogotá (Colômbia), Guadalajara (México), Bolonha (Itália), Sevilha (Espanha) e Lima (Peru), sendo Portugal o país convidado desta última.
O ano de 2020 será ainda o de aplicação da nova linha conjunta de apoio à tradução e edição de autores de língua portuguesa, pelo Instituto Camões e a Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas.
Centenário de Amália
No eixo estratégico da ação cultural externa, destaca-se a promoção da música portuguesa, em particular do fado, «tirando partido de 2020 ser o ano do centenário do nascimento de Amália Rodrigues», disse o Ministro.
Neste âmbito, está prevista a realização do Festival do Fado em 18 cidades, entre as quais Barcelona e Sevilha (Espanha), Buenos Aires (Argentina), Pequim (China), Quito (Perú), Rabate (Marrocos), Rio de Janeiro e São Paulo (Brasil), Santiago do Chile e Cidade do México.
Outras iniciativas
Entre as centenas de iniciativas previstas para 2020, estão ainda incluídas a participação de Portugal na Expo Dubai, em outubro, e na Capital Mundial da Arquitetura 2020, no Rio de Janeiro, a presença da Comissão Cinematográfica de Portugal (Portugal Film Commission) no festival de cinema de Busan, na Coreia do Sul, e o Mercado Americano do Filme.
Os dois Ministros referiram ainda que durante o ano Portugal definirá as estratégias para o seu semestre de presidência do Conselho de Ministros da União Europeia, em 2021.
A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, fez o balanço do Programa de Ação Cultural Externa em 2019, referindo a realização de 1 850 ações e iniciativas em 84 países, em particular em torno da celebração dos 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães e do centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen.